06/01/2017

E mais um update!

Não disse que o fim do ano/início do ano ia trazer novidades? Quase dá para cheirar a tinta das canetas usadas na assinatura dos novos contratos... E ouvir as lágrimas daqueles que ficam de caneta na mão, à espera que alguma coisa passe na secretária. Novamente, a fonte de boa parte disto é a Stab. Aqui vamos:

- Há (finalmente?) saídas na Hurley. Miguel Pupo e Conner Coffin não viram os seus contratos renovados. Surpreende-me o caso deste último, contudo, se pensarmos nas atualizações de contrato e bónus do John John, até faz sentido. Diz a supra citada revista australiana que Coffin pode juntar-se à Rip Curl, o que poderão ser más notícias para Dillon Perillo. Ainda sobre o homem de Santa Barbara, suponho que faça sentido para a marca tendo em conta que Coffin é o terceiro (quarto) americano da Hurley na equipa, depois de JJF, Kolohe Andino (e Filipe Toledo, que vive na Califa). Se o Nat Young não tiver saído da equipa, imagino que seja apenas porque tem mais tempo de contrato. É que se o Coffin "merece" sair, Young até do Tour caiu... 

- Nos putos, os irmãos Kyuss e Ras King, que eram da Volcom, passaram a ser patrocinados head to toe pela Vans, que já lhes vestia os toes. O puto Beschen, Noah, passou para a RVCA.

- O Noa Deane foi mesmo para a Volcom, saindo da Rusty. Esta última, por sua vez, foi buscar o Harry Bryant (quem?).

Pouco, eu sei, mas desconfio que ainda anda aí qualquer coisa a ser cozinhada...