20/07/2014

Mick Fanning vence o ASP Jeffrey's Bay Open


Dear ASP,

Sorry guys, I'm writing this one in english in order to increase the chances of the ASP reading it. It concerns an important matter and I thank you for your understanding.


Dear ASP,

I'm writing you because of a serious matter that has come to my attention since the first contest of the Samsung ASP World Tour. When the "new" tour debuted both I and all the surf fans in the world were confronted with the many changes that you put in place in the web transmission. New graphics, new logos, the "desk" and a new and stable webcast team. It's precisely because of the new team that I'm writing you. While I don't mind the presence of Joe, Pete, Martin and Rosy and can even tolerate Todd and Ross, it's beyond my reasonble power to withstand the presence of Pat. I was actually a fan of his show on FUEL Tv where he did an O.K. job interviewing people and I can say I know his work for some time now. Therefore I can tell that his work was never related to commentating surfing. And now that you put him doing that job, he is not doing it well. In fact, he is doing it poorly. While he is obviously a good comunicator, that is not the position you put him on the webcast team. As you are well aware, he is doing the "reporting" part of the webcast: he is telling the spectator what the spectator is watching. It's just like in a soccer game: one of the guys reports, the other colours.

And this is the problem. Pat does not know how to report. He is trying - hard. But missing it - hard. He does not know what he is watching. He can not tell the difference between a check turn and a carve, a fin throw and a lip hit. And there's even a worse one... He can not tell the difference between a barrel and a "little cover". While I can understand that some on the face turns are hard to distinguish, I can not accept that an official commentator knows no difference between a barrel and a shampoo.

I've have been thinking about writing this letter for some time know and finally did it after the ASP Heritage Series at Jeffrey's Bay. Why the timing you may ask? Because Tom Curren got a 10 and on that wave he surfed a long and technical barrel that Mr.Parnell called a "little cover". I get that J-Bay is hard to figure out but still...who couldn't tell that it was going to be a good one?

Yours truly,

Diogo aqui do blog

P.S. Evidence on your video posted on the previous post.

17/07/2014

#TBT: Aquela vez que entrevistei Matt Warshaw

Há um bom tempo atrás, fui atrás de uma entrevista com Matt Warshaw, o autor da Encyclopedia Of Surfing (e de uma porrada de outros bons livros e textos e artigos e tweets), talvez dos mais importantes trabalhos alguma vez feitos na literatura de surf - e que tem um site do caraças. Olhando para a oportunidade, acho que fui um bocado tímido e devia ter perguntado outras coisas, apesar de não ser bem esse o contexto da entrevista. Para além disto, se pudesse voltar atrás, fazia ainda umas alterações ao texto final da peça. Evitava uns clichés, melhorava a sintaxe...enfim.

De qualquer forma, estou razoavelmente satisfeito com o resultado e desafio-vos a lê-lo. Inexplicavelmente (bom, era o trabalho...), nunca a postei aqui e, por isso, aproveito esta Thursday para fazer um Throwback.

"A primeira edição da Encyclopedia Of Surfing chegou às bancas em 2003, tendo sido considerada um dos 100 livros do ano pela Amazon.com. Dez anos depois, acaba de ser lançada online. O seu autor, Matt Warshaw, ex-editor da SURFER e autor de livros como "The History Of Surfing", falou com a SURFPortugal sobre este trabalho e de como não tem bem a certeza se em 2003 já tinha em mente, ou não, a digitalização desta obra.

000728_BURKARD__41661Foto: Chris Burkard

O site é elegante, a fazer lembrar as curvas que alguém como Joel Parkinson faria numa grande parede para a direita. Mas a ambição de o fazer é a de qualquer manobra que Gabriel Medina tente levar a cabo numa onda de meio metro para a esquerda. Lançado com cerca de 650 artigos, aos quais se juntarão dois a três por semana, este é talvez um dos trabalhos mais significativos alguma vez feitos na história do surf.  Só alguém como Warshaw o podia lançar. Em primeiro lugar, o norte-americano foi como qualquer outro miúdo: queria ser surfista profissional. Mas a falta de talento em cima da prancha foi uma barreira intransponível que levou Warshaw a seguir a via académica, eventualmente tornando-se, nos anos 90, num dos melhor editores que a revista SURFER (com quem continua a colaborar) já teve, emprego que depois viria a deixar para embarcar na publicação de dois grandes trabalhos, a edição em papel da EOS e o igualmente ambicioso "The History Of Surfing". Com colaborações para nomes como a EsquireThe Wall Street JournalNew York Times ou Interview, Matt Warshaw é possuidor de um dos olhares mais acutilantes que o surf tem, escrevendo com um humor que torna a leitura dos seus trabalho...um prazer.

A Encyclopedia Of Surfing é um trabalho de análise, recolha e explicitação de dados que outras áreas do conhecimento em muito podem invejar. Se a edição em papel, com as suas limitações óbvias (ainda não dá para imprimir vídeo!), não pôde reflectir toda a cor que a nossa actividade tem, a sua versão digital, que conta com colaborações, muitas delas a custo zero, de alguns dos melhores fotógrafos e cinematógrafos do Mundo, era exactamente o que faltava ao papel. Como Warshaw disse ao jornalista Mark Lukach do The Atlantic: "A diferença entre o livro e o site é mais ou menos como quando a Dorothy chega pela primeira vez a Oz. O seu mundo a preto e branco fica, de repente, em cores brilhantes".

A SURFPortugal teve o prazer de falar com Warshaw, numa entrevista que podes ler já aqui em baixo.

SURFPortugal - Quando a Encyclopedia Of Surfing foi lançanda em 2003, já tinhas em mente a sua publicação digital?

Matt Warshaw - Quando o livro foi lançado, começou logo a perder a sua actualidade, o que é um facto da vida para qualquer coisa que seja publicada. Mas será que, logo de início, estava a pensar numa conversão digital? Hmmmm...provavelmente não imediatamente. Eu estava demasiado exausto de apenas ter conseguido terminar o livro. E, naquela altura, a web não estava na mó de cima e o software faça-você-mesmo não existia, para que eu pudesse começar a pensar logo nisso. Ainda assim, reparei há dois dias que registei o domínio encyclopediaofsurfing.com em 2002, por isso, suponho que talvez parte de mim já estivesse a pensar nisso.

Como é que a ideia surgiu e por que foste avante?

O site PostSurf, do meu amigo Lewis Samuels, foi uma grande inspiração. Ele fez aquilo tudo sozinho e surpreendeu-me imediatamente. Eu adorei ler o que ele escrevia e falar com ele sobre isso. Era tão mais entusiasmante do que eu estava a fazer na altura, que era escrever o The History Of Surfing. Nessa altura, 2009, a web já estava mais preparada para um projecto como o EOS e eu estava farto de escrever livros e à procura de uma mudança na carreira. Por isso, acabei o "History" e peguei no EOS."

Para continuar a ler, AQUI.

09/07/2014

As nossas lendas estão vivas



Fantástico trabalho da Red Bull. Fantástico. Mais, por favor. Muito, muito mais.

08/07/2014

EOS: Fred Van Dyke Interview

Já abordei várias vezes aqui a Encyclopedia Of Surfing (EOS) e hoje, aqui e agora, abordo novamente, ainda que em formato mais curto.

É apenas uma tirada de uma entrevista que devem, sem dúvida, ler. E, já agora, aproveitem para seguir o blog da EOS!

"But you aren’t really a big fan of surf competition in general.

No, not at all. Contests, most of them, are totally ridiculous. Ludicrous. There’s enough competition happening out in the water just on a day-to-day basis. I remember this day at Sunset, probably in the late ‘50s, all of us were out there, Peter and Buzzy [Trent] and Ricky [Grigg], the whole gang. Fantastic surf all afternoon. And at the end of the day, we walked up the beach, and we all looked at Ricky. It was his day. We all knew it. There’s your winner."

E isto, senhores, é uma das melhores respostas do século (com o devido desconto!).

Para continuar a ler, AQUI.

Slater's MidSeason Breakdown

07/07/2014

Cool idea, cool project



Sou um deslumbrado por este tipo de projectos, não há como fugir a isto. Fosse o surf assim tão fácil...

03/07/2014

This Is Dane Reynolds: uma forma geométrica que não é um quadrado e também não cabe no espaço de um triângulo

THIS IS DANE REYNOLDS from Desillusion Magazine on Vimeo.

ASP Podium For Sale by Stab

De quando em vez, a Stab dedica-se a cobrir assuntos sérios sobre o Tour (e isto não é uma queixa, eu adoro que eles sejam cor-de-rosa e idiotas e infantis). O mais recente é o "ASP Podium For Sale", a história de como, basicamente, um documento que a ASP deu aos surfistas para assinar (e que todos assinaram) está agora a chocar com os seus contratos individuais. Em resumo, aquele chapéuzinho com o logo da Red Bull não pode estar no pódio. E agora? A história - mais uma no longo capítulo da Nova ASP - está muito bem apresentada no link em baixo.

AQUI
          Aqui
aquI
       aqui

Será que este Touro vai ficar enraivecido pela ausência do seu chapéu? Foto: ASP