15/02/2014

Adivinha quem voltou

Adivinha quem voltou, adivinha quem voltou! 

Depois de recuperar os célebres power rankings de Derek Hynd em 2009, caindo pouco depois na desgraça graças ao seu estilo ácido, pesadamente sarcástico e too much para a indústria do surf, o californiano Lewis Samuels voltou. Pelo caminho, uma série de crónicas e histórias escritas um pouco por todo o mundo surf, mas, sobretudo, na Stab e Surfer Mag. Irrelevante quando comparado com o que agora está de volta.

Mas isto não é tudo. Samuels voltou...no site da ASP! A associação que ele criticava (uma das, vá) contratou-o para analisar os surfistas que a compõe. A ASP contratou um tipo que vai dizer mal dos surfistas que ela vai tentar vender (ZoSea!) no mercado geral! Antes de começarmos todos a achar que isto é um tiro de bazuca no pé, desenganem-se: isto é uma jogada de génio.

Naqueles áureos anos, poucas coisas abanavam tanto os surfistas, a ASP, os fãs, como os Power Rankings. Man, isto foi bem antes dos magníficos trolls do Twitter! Claro, alguns dos surfisra ficavam muito tristes e magoados, chegando até a chorar segundo uma série de rumores que circularam na altura (Hey Drew Courtney!). Esta contratação é exactamente o tipo de credibilidade que a ZoSea procurava para a ASP. Outrora ultra proteccionista, a ASP quer agora lançar-se para o Mundo, sair da sua ostra - e isto vai ajuda-la a consegui-lo. 

"Nós damos total liberdade para se falar de nós, até temos um crítico a avaliar, sem restrições, os nossos surfistas!".

Adeus, Richie Porta! Olá, Lewis Samuels! Olá, Richie Porta!

Ainda que controlada - não sejamos ingénuos - vai ser maravilhoso recuperar "ideias" como a que abre a avaliação ao Dion Atkinson, rookie do World Tour:

"Surf fans, the wait is over: finally we can stop searching for the next Jarrad Howse. Or perhaps you’ve been searching for the next Darren O’Rafferty, Dayyan Neve, Ben Dunn, Jay Thompson, Nic Muscroft or Drew Courtney? If so, Dion Atkinson is your man."

E o Dion Atkinson é, de facto!, my man!

Para ler, sempre, aqui.

Sem comentários: