17/09/2013

Como Jordy Smith se tornou no maior candidato a surfista do ano



"Caros leitores do site da SURFPortugal, apresentamo-vos o homem do momento e maior candidato a surfista do ano (se houvesse esse título...bom, na verdade há, o da Surfer Poll, mas o Kelly ganha sempre, por isso, não conta), Jordy Smith. 

 Façamos uma viagem pelo passado recente do sul-africano, começando no final de época de 2012. "(...) Em Santa Cruz, no ano passado, para mim, o ano já tinha acabado. Estava a ter um ano fraco e não estava totalmente focado, por isso, queria mesmo que o ano terminasse para eu me reencontrar e começar de ano. Tive algumas baterias no ano passado em que me senti muito bem, como por exemplo em Trestles, em que senti muito bem contra o Parko, e pensei que podia ter sido um ponto de viragem para mim, mas não foi. Depois, fui para o Havaí e não tive um grande inverno, e logo a seguir lesionei-me no calcanhar (...)" disse Smith à Surfer numa entrevista recente. Depois de curar o calcanhar, o surfista sentiu que precisava de tirar a cabeça da competição e, para o fazer, rumou até Moçambique, até uma onda sugerida pela sua então namorada Lyndall. Mais à frente, abordaremos a viagem, que acabou por ser exactamente o que Smith precisava, e a sua namorada. 

Depois de uma temporada em que esteve apagado, Smith entrou em grande em 2013. Não nos resultados - abriu com um 13º em Snapper Rocks - mas na forma como estava a surfar: relaxado e exibindo-se em grande forma física e mental. Sentindo-se confiante, não desmotivou com o penúltimo lugar e, logo a seguir, arrancou um excelente 3º lugar em Bells Beach, onde foi apontado como melhor surfista em prova, o que confirmou a sua boa forma."

Se estás a gostar, peço-te que continues a ler aqui. Obrigado!