29/10/2012

Futuro do Rip Curl Pro Portugal não está em causa com mudanças na ASP

 O futuro imediato do Rip Curl Pro Portugal, único evento português no World Tour, não está em causa. Quem o garantiu à SURFPortugal foi Francisco Spínola, director de marketing da Rip Curl Portugal.

 No início do mês de Outubro, depois do anúncio de que a Association Of Surfing Professionals (ASP) iria ser privatizada pela empresa ZoSea (sabe mais sobre o assunto, aqui) começaram a circular rumores de que vários eventos que atualmente fazem parte do calendário do World Tour estariam em risco, embora perante a fraca informação disponibilizada, tanto da parte da ASP como da ainda misteriosa ZoSea, não se soubessem bem os motivos do possível cancelamento dessas provas, ou sequer se os mesmos estão de facto a ser equacionados.

 Foi a revista australiana, Australia's Surfing Life, quem primeiro trouxe luz sobre o assunto, ao citar uma fonte não identificada junto da ASP que terá afirmado ter sido dada aos actuais patrocinadores a possibilidade de manterem ou deixarem cair as licenças dos seus eventos. "Apenas se a deixarem cair é que esse evento será oferecido a outro patrocinador". A mesma fonte terá apontado ainda como pouco provável uma mudança significativa no calendário para 2013, apesar de haver "um par de novos eventos em negociação e um par de eventos que podem cair".

 Continua a ler, aqui. Obrigado!

Sem comentários: