18/10/2012

É bom ser dropinado pelo Mick Fanning

"É bom ser dropinado pelo Mick Fanning. 
Por Diogo Alpendre 

 Era cedo, perto das oito horas, e as ondas estavam com três ou quatro pés, maré a encher e grande parte do World Tour estava dentro de água a treinar para o campeonato: Joel Parkinson, Mick Fanning, Tiago Pires, Kieren Perrow, Dusty Payne, Owen Wright e mais uma boa parte deles. A dada altura, numa onda qualquer, fui dropinado pelo Mick Fanning. "Fui dropinado" consiste, neste caso, no Mick Fanning apanhar a onda em que eu ia e à frente de uma secção que eu mal ia passar. Ele deve ter percebido isso quando me viu a "surfar" e lá foi ele. Em directo e ao vivo, a três dimensões, vi o Mick Fanning surfar uma onda à minha frente...mas na mesma onda. A velocidade, o aproveitamento da parede, as manobras, os movimentos, isso tudo mas, sobretudo, a velocidade. Nunca tinha visto uma coisa assim, ou melhor, já tinha visto, só nunca tinha vivido."

Continuem a ler aqui. Obrigado a todos.

Sem comentários: