20/09/2012

Quem manda em Trestles são os top seeds

  "Honestamente, não se podia pedir muito mais. As previsões de ondas são boas, a qualidade de transmissão é excelente e os últimos doze surfistas em prova são quem ocupa os lugares cimeiros do ranking do World Tour (exceptuando o eliminado Owen Wright). Vai ser um final de prova com contornos épicos. 

 Compreendamos a situação. Estamos na exacta metade do ano de 2012 no Tour, sendo que o que vem a seguir é uma sucessão de eventos a um ritmo infernal. Um bom resultado em Trestles pode consumar um surfista como campeão, tirar outro da corrida ou juntar alguém à festa. Mick Fanning, nos seus anos de campeão mundial, foi sempre campeão à conta da segunda metade do ano. É em Trestles, a onda mais performance do Mundo, que se constrói o tão desejado momentum que pode consagrar a carreira de um determinado surfista. De forma incansável e repetida temos ouvido os comentadores do webcast afirmar quão importante este evento é. Até Renato Hickel, Tour Manager do World Tour, já o veio dizer! Como tal, não é despantar que os últimos doze surfistas em prova correspondam ao top 15 do Tour.

 A filtragem foi feita no round 3 onde, naturalmente, o topo do cadeia alimentar se encontrou com a base desta. Com heats mais (Gabriel Medina vs Michel Bourez, Adriano de Souza vs Travis Logie) ou menos (Adrian Buchan vs Heitor Alves) disputados, os top seeds desembaraçaram-se dos seus adversários e prepararam-se para se encontrar no round 4, ronda sem eliminação mas com o muito cobiçado prémio de presença garantida nos quartos-de-final."

 Continua a ler aqui.

 Concordam? O que acrescentariam?

 Obrigado.

1 comentário:

갈무리 disse...

Willkommen auf der Website für die Esta-Beantragung in die USA.
www.usestaapply.com