27/05/2012

A história do Brek

Uma vez ou outra, lá nos vamos cruzando com histórias engraçadas e diferentes deste mundo do surf, o que é muito agradável. Se as coisas que saem nas revistas sofrem, naturalmente, edições e correcções, quando apanhamos uma história engraçada deste mundo do surf que está contada em toda a sua plenitude, directa da boca do protagonista e sem edições de maior, então esse encontro com a história é ainda mais agradável.

Foi o que me aconteceu com a história do Brek, fotógrafo que tirou a fotografia do cabeçalho deste blog, é colaborador regular da SP e tirou fotografias dentro de água a uma das melhores ondas da vida do Saca. Ah pois.

Saibam como é que ele chegou à fotografia aquática - Algarve até à Figueira, via Indonésia e sem esquecer Lisboa - no seguinte link: http://joaobracourt.com/2012/05/07/a-minha-historia/

22/05/2012

O pincel mais Bicudo

A cor, o detalhe e linha mais fina da arte de Ciro Bicudo pela câmara do Jair Bortoleto. Procura-se mais gente assim em Portugal!

16/05/2012

Top da semana

Quase todas as semanas me cruzo com uma mesma pergunta: "quem são os meus surfistas favoritos?". Uma vezes sou eu que me pergunto a mim mesmo enquanto estou a almoçar, outras vezes são pessoas que me perguntam (amigos, colegas, pessoas). Nunca deixo ninguém sem resposta mas acho que quase todas as vezes respondo com surfistas diferentes, o que é um bocado estúpido. Mas a verdade é que se tiver acabado de ver um vídeo brutal do Wade Goodall, ele vai estar entre os meus preferidos. Por outro lado, esta semana, não tenho nenhum motivo para pôr o Kelly Slater nos meus preferidos...ele nem sequer foi ao Brasil (ainda assim, calma, ele é o Rei e dos meus preferidos)! E na semana seguinte, tudo muda outra vez. Para me manter organizado e para trocar opiniões convosco - que têm andado bastante calados - vou criar esta série de posts semanal onde aponto os meus cinco surfistas preferidos dessa semana. Alinham?

1 - Tiago Pires (já vai nos quartos no Brasil!!).
2 - Stephanie Gilmore (ela tem que ganhar o título mundial).
3 - Dane Reynolds (Dane Reynolds!).
4 - John John Florence (eu curto à séria o estilo dele em cima da prancha).
5 - Kelly Slater (Twitter!).

Menção honrosa: Heitor Alves, por causa disto.

14/05/2012

Fiquei a pensar...

Hoje não havia ondas e por isso o treino de surf teve lugar no skatepark da Expo. Já lá estávamos há uma meia hora, parque relativamente vazio, quando chegou um skater de barba por fazer, calças rasgadas e boné enfiado até às orelhas. Durante uns tempos "andei" de skate e ligava bastante à cena pelo que rapidamente percebi que se tratava do Ruben Rodrigues, ex-campeão nacional e um dos melhores da Europa, membro da equipa internacional da Element. Creio que ele é local daquele skatepark ou coisa do género. Nós estávamos sentados numa ponta do skatepark virados para umas rampas que parecem uma onda e ele veio na nossa direcção. Não foi por nossa causa mas sim porque é naquele sítio que normalmente se começam as linhas do skatepark. Enquanto se aproximava, ia olhando para nós com um sorriso normal mas muito provavelmente tentando perceber que grupo era este que nunca tinha visto e que skatavam descalços ou de chinelos (!!), ao mesmo tempo que iam comentando que um tal tipo tinha derrotado um tal outro no Rio de Janeiro. Quando ficou a um ou dois metros de nós, abriu o sorriso e disse apenas "Boas pessoal, tudo bem?". Eu não sei qual foi a reacção dos meus colegas mas eu fui completamente apanhado desprevenido. Respondi-lhe, ele sorriu e começou a skatar, não sem ser inúmeras vezes interrompido por um miúdo franzino de óculos e t-shirt de uma exposição de BD que estava claramente a aproveitar a oportunidade para absorver o máximo que podia daquele seu professor. O Ruben, pacientemente, entre linhas e truques, ia-lhe respondendo.

Isto tudo não é o tipo de coisa à qual esteja habituado dentro de água e então, fiquei a pensar...

Ruben Rodrigues dá um ollie e agarra a prancha. Alguém sabe o nome do grab?

09/05/2012

Sempre gostei do Cansdell

Antevisão do Billabong Rio Pro 2012

"É já hoje que começa o período de espera do Billabong Rio Pro, a terceira etapa do World Tour e quinta do World Women's Tour. Contudo, antes que soe a buzina que dá início à primeira bateria, quisemos fazer uma antevisão daquilo que poderás ver ao longo dos próximos 11 dias do período de espera.

Ainda que não seja certo que o evento arranque já hoje, existe uma forte possibilidade que tal coisa aconteça. Segundo apurámos, os fundos da Barra da Tijuca têm estado bastante razoáveis, oferecendo sobretudo esquerdas, pelo que será interessante ver os regulares, que dominam o Tour, a surfar de backside aqui no Brasil, isto depois de duas provas (Snappers e Bells) em que surfaram de peito para a onda. Nas senhoras, esta etapa assume-se essencial visto que Stephanie Gilmore pode já aqui conseguir o título mundial, caso uma série de elementos aconteçam. Vamos então à antevisão.

Spot do evento? Barra da Tijuca. Arpoador e Canto do Recreio são os backups.

Horário? Menos quatro horas que em Portugal Continental (11h portuguesas, 7h no Rio).

Quem vai estar em prova? Os 34 melhores e as 18 melhores surfistas do Mundo, mais dois wildcards (Tomas Hermos e Peterson Crisanto) no caso dos homens, uma no caso das mulheres (ainda não anunciada).

Quem são os campeões em título? Adriano de Souza e Carissa Moore.

Rookies? Kolohe Andino, Yadin Nicol, Malia Manuel, Lakey Peterson, Sage Erickson, Justine Dupont; (Gabriel Medina, Miguel Pupo, John John Florence)."

Continua a ler aqui.

07/05/2012

Nike Lowers Pro - report final

"Em 2011, foi a "Brazilian Storm", com vários surfistas oriundos de Terra de Vera-Cruz a dominar o Nike Lowers Pro. Em 2012 foi só Gabriel Medina a agitar os elementos neste evento...mas a tempestade fez-se sentir na mesma e com tanta ou mais força.

Lower Trestles é uma onda feita à medida do jovem prodígio brasileiro: a direita é levantada e permite dar aquelas batidas fortes e verticais de backside, a esquerda é suave e com uma secção inicial bem levantada, perfeita para dar aéreos, terminando a onda em mais uma cama de espuma perfeita para aterrar outro aéreo. É repetitivo mas os juízes gostam."

http://www.surfportugal.pt/competicao/1171-uma-tempestade-de-um-so-homem

06/05/2012

Assim se promove um evento!!



Não sei quem fez mas quem quer que tenha sido, está de parabéns. É uma forma muitíssimo original de promover um evento e que vai muito, muito além do habitual teaser. Espectáculo!

04/05/2012

Nike Lowers Pro report

Foto: Nike/Hilleman
Para os mais distraídos que possam ainda não ter reparado, tenho feito a cobertura diária do Nike Lowers Pro no site da SURFPortugal. Por norma costumo fazer a cobertura de todos os grandes campeonatos pelo que podem seguir lá também essas pequenas crónicas. De qualquer forma, a partir de agora, vou colocar aqui também o link para elas de forma a também ser mais fácil para vocês lerem, caso o queiram fazer.

Dia 3 - http://www.surfportugal.pt/competicao/1165-medina-arrepia-occy-destroi-lowers-poe-se-a-jeito

 "Quão divertida é a onda de Trestles? Quanta vontade tens de ir bater àquele lip suave e deslizar naquela parede que perdoa todos os erros? O que davas para a poder surfar só com mais uma, duas ou três pessoas na água? Não precisas de responder, nós já sabemos a resposta e garantimos-te uma coisa, os surfistas que estão a competir no Nike Lowers Pro, sentem o mesmo. Sim, eles querem vencer a prova mas surfar Lowers, com altas ondas, praticamente sozinhos? Claro que é um factor a ter em conta, daí surfistas como Gabriel Medina não desperdiçarem qualquer oportunidade para fazer ondas nos seus heats quase atingindo o limite das autorizadas segundo a lei da competição."

Dia 2 - http://www.surfportugal.pt/competicao/1164-as-licoes-que-a-experiencia-e-o-power-dao

"Velhos são os trapos e o "power não está morto"! O adágio português e o título de uma edição do ano passado da revista Surfing nunca estiveram tão certos ao olharmos para o segundo dia de prova do Nike Lowers Pro, dia em que Lowers se mostrou inconstante e menos perfeita que no primeiro dia de prova. Mark "Occy" Ochiluppo, em busca de pontos para poder entrar na Triple Crown no final do ano, Cory Lopez em busca da requalificação, Taylor Knox a mostrar os rails e Michel Bourez a desfazer pobres direitas, foram alguns dos destaques deste segundo dia de prova, sendo que todos usaram os rails e não os aéreos. Surfistas de gerações mais novas como Tanner e Pat Gudauskas, Nat Young e até mesmo Adrian Buchan também optaram por usar os limites da prancha ao invés de descolar. Felizmente, Trestles é uma onda que permite...tudo."


Dia 1 - http://www.surfportugal.pt/competicao/1155-arranca-tresteles-com-upsets-medina-em-alta-e-nicolau-eliminado

"Em termos de ondas, não podia ter sido um início melhor para o Nike Lowers Pro, evento Prime da ASP que ontem começou em Trestles na Califórnia e cujo período de espera vai até Sábado. Já em termos de performance, o sabor é agridoce. Mesmo com apenas 14 heats da primeira ronda feitos, aquilo que se fez foi o suficiente para ver surpresas negativas, eliminações precoces e show de surf. Curiosamente, num caso em específico, aconteceram as duas coisas. É verdade, Julian Wilson, parece não saber competir em Trestles. É uma frase violenta mas reflecte, até certo ponto, a realidade. É que o australiano de Sunshine Coast nos últimos três eventos a tomar lugar nesta onda perdeu graças a uma interferência. Com a sua segunda melhor onda cortada ao meio e com hipóteses muito magras de avançar, Julian virou-se para o espectáculo e exibiu o surf que esperávamos dele ao longo de toda a prova...não tivesse ele perdido logo de primeira. O seu score real foi de 14.45, já o sem interferência ultrapassaria os 19 pontos..."