04/03/2012

Taj vs Adriano

Após mais um heat "polémico" entre Taj Burrow e Adriano de Souza, decidi dar também a minha opinião. Pois bem, antes de mais nada, o Mineirinho era o meu favorito à vitória - aliás, tinha-o dito no Twitter no início da noite. Estava a apostar numa final entre ele e o Jordy, final que o brasileiro ganhava fácil. Adriano estava a surfar com velocidade, confiança, sempre motivado e de forma dinâmica e activa. Jordy estava confiante e a levantar muita água. Contudo, como já se sabe, quem acabou por fazer a final foi Taj e Adriano.

Na minha opinião, Taj ganhou a final justamente. O 9.43 que ele recebeu, a melhor nota do dia, premiou, na minha opinião, aquela que foi mesmo a melhor onda surfada do dia. Fui rever os heats no Heat Review do campeonato e vi todas as ondas que contaram para o score final dos surfistas. O 9.43 foi, efectivamente, a melhor onda surfada durante o dia (vamos excluir as miúdas porque se as incluirmos, Steph foi a melhor surfista do dia...e dos eventos). Este é o primeiro ponto que queria abordar.

Segundo. Muitas pessoas opinam que o aéreo final do Adriano devia ter sido uma nota excelente e o suficiente para lhe dar a vitória. Discordo. O aéreo foi bem julgado. Para provar o meu ponto, sugiro que vão ver a nota 9 do Mineiro no heat 1 dos quartos-de-final contra Owen Wright. Um aéreo alto e excelente, na primeira secção numa onda com tamanho e de set, seguido de várias manobras boas e outras fortes, incluindo um aéreo para terminar. Isso sim é uma nota excelente e, aliás, devia ter sido mais do que nove. Tendo isto em mente, um aéreo bom, depois de trabalhar a onda, seguido de uma batida quilhas para fora e um reentry, nunca podia ser, na minha opinião, uma nota na casa do excelente e, como tal, não podia ser o suficiente para dar a vitória ao surfista da maior torcida na praia (o Adriano, não o Taj...e estamos na Austrália!!). Depois, podem inclusivé comparar com os aéreos dados pelo Josh Kerr na meia-final entre ambos, na primeira onda, um 4.83!

Terceiro, podemos inclusive comparar o 7.60 com um 8.0. Como podia ser o 7.6 maior que o 8.0 se esta onda foi, manifestamente, melhor? E se pensarmos muito, o 7.6 quase que parece inflacionado...

Seja como for, parabéns ao Taj e ao Adriano que mostraram muito bom surf e têm uma das maiores rivalidades no Tour hoje em dia. Num ataque ao título aposto mais no brasileiro que no Taj, visto que Mineiro consegue manter melhor o foco que o surfista da West Coast australiana.

Concordam comigo? Não? Ainda bem! Digam de vossa justiça.

13 comentários:

raimfons disse...

Acho que a nota mal julgada não é a última e sim a segunda nota do taj, nunca que é 6.43, mais nunca mesmo fora que o 6.43 do mineiro foi uma onda muito melhor e a maior nota do mineiro foi mal julgada. Verifique o review e veja se o 8,0 não valia mais.......É àquela estória de sempre os juízes são muito covardes quando apitam na casa do competidor, e áquela máxima continua sempre vão puxar pros donos da casa . Torça, mas não distorça os fatos

obrigado

@gleiidinho disse...

Achoo Diogo qu foii siim mal jugada a nota do taj nunca que valeriia 9.43 como vc mesmo fez vii no Heat Review umas 5 vezes e não mi conformo com a nota .

Mais pra variar os "Queridinhos" da Asp são muitoo mais valorizados.

Kada um tem sua opinião ai ta a minha

Diogo Alpendre disse...

Olá raimfons,

O 6.43 tanto de um como de outro são ondas muito diferentes, surfadas a tocar em pontos diferentes do critério. Repara que foram ondas uma a seguir à outra, os juízes puderam comparar logo e nestes casos, eles não se enganam. Na minha opinião, o julgamento de ambas está correcto, embora a do Mineiro pudesse ser um pouco mais alta, não o suficiente para chegar a um sete. Mas isto é uma opinião apenas e cada um tem direito à sua, naturalmente. Eu acho que o 8 está muito bem julgado. Realisticamente, o Adriano só fez aquela primeira boa manobra, o aéreo, o resto foi alisar.

E se queres falar em cobardia dos juízes a julgar em casa do competidor, só tenho que referir o heat entre Owen e Adriano o ano passado, heat que o Owen devia ter ganho.

Obrigado pelo teu comentário e bem-vindo ao blog!

Um abraço,

Diogo aqui do blog

Diogo Alpendre disse...

Olá Gleiidinho,

Respeito a tua opinião e obrigado por a teres deixado aqui. Sugiro que vás ver todas as notas contadas nos scores totais dos quartos-de-final para a frente. Depois, diz-me o que achas.

Obrigado pelo teu comentário e bem-vindo ao blog!

Um abraço,

Diogo aqui do blog

raimfons disse...

Obrigado pela resposta. Você tocou no ponto correto a vitória do mineiro x owen pra mim também foi covardia quem merecia ganhar era o owen! Os caras quando julgam as estrelas do tour julgam pelo nome...Continuo torcendo, mas não distorcendo os fatos. Nem bem começou o ano e a ASP já começa a fazer fezes,se vc verificar na bateria do Miguel teve a mesma polêmica, assim como em outras falo dos brasileiro por me ater apenas nelas.

abs

Surfocrata disse...

Olá Diogo.
Permita-me discordar de vc.
Achei a final injusta.
Fiz o exercício que recomendou a outro leitor e revi todas as ondas das quartas em diante, alías, fiz mais, revi todas as notas acima de 9 pontos do evento. E concluo que, a exceção da onda do Taj na final, todas outras notas acima de 9 continham uma manobra forte um um tubo de primeiro movimento. Taj arrancou um 9 com uma manobra forte apenas no seu terceiro movimento. De fato a onda do Taj foi a melhor do dia da final, mas não merecia um 9. Um 8 ou 8,5 estava muito bem julgado.
Em notas 7 em heats anterios havia mais variedade de manobras que a onda do Taj, que mesmo bem surfada, não contou com nenhuma grande manobra, creio que seu grande valor tenha sido a velocidade e a conexão de uma manobra na outra.
Se no lugar desse 9,4, exagerado, houvesse um 8 ou 8,5, a última do Adriano (que foi bem julgada, concordo contigo) seria suficiente para a vitória.
Dai porque acho que foi Injusto.
grande abç
Ivo
@surfocrata

Pedro Matos disse...

Alô Diogo,

Só agora tive oportunidade de ver e rever os heats. Que final!!
A onda que me mais deixa dúvidas é a primeira do Adriano, 8.00.
Acho que deveria ser entre 8,50 e 8.99.

Pedro Matos disse...

O 8,67 do Jordy..humm...que mais é que ele podia fazer ali?

raimfons disse...

Isso pedro! outra bateria mal julgada foi essa do smith x taj se vc comparar as duas notas verá que o smith ganharia bem a bateria....

Castro Pereira disse...

Salve Diogo, muito bom seu post, mas concordo com o Ivo, em termos e notas. Outro exemplo do confuso trabalho dos juizes, está explicito na bateria q desclassificou Miguel Pupo. Já exerci função de juiz surf e sei como ocorrem certos critérios e notas. Porém a nota dada a Adriano, foi mal computada pelos juizes e a de Burrou, foi Fantástica.
Possuo um blog e escrevi algo sobre...
Abçs

Teorias Conspirativas S. A. disse...

Interessante reparar (fazendo o exercicio de rever as notas no heats review) que praticamente todas as notas demoraram para sair, e quando o Taj surfou aquela merreca a nota saiu imediatamente, como se a nota ja estivesse pronta. Uhm...

E uma onda pequena com batidas basicas nunca pode ser na casa do excelente. Foi uma onda media ou no maximo boa, portando na casa dos 5 ou 6.

Mas cada qual com sua opniao,

Zé Bronco disse...

Boas

Diogo, concordo com a tua análise objectivo dos resultados nesta primeira etapa do WT, mas discordo apenas de uma coisa:

Acho que não faz sentido estarmos a comparar as notas da final, com notas de heats anteriores e muito menos de heats doutros dias passados.

Os juizes tem como referência, para cada heat (como deves saber) a primeira onda boa surfada. As ondas surfadas a seguir são sempre comparadas com a primeira onda boa do heat. Para esse heat.

Cada heat, com surfistas diferentes, marés diferentes e condições diferentes, a escala pode e deve ser alterada.

Logo, a unica maneira de analisar o heat da final, Taj VS Adriano, será comparar todas as ondas surfadas na final, umas com as outras.

Depois, outra maneira de ver o trabalho dos juizes é, ver que nota é que cada juiz deu ás ondas "polémicas", em vez de olhar para a pontuação final que é a uma média.
Porque se analisarmos, por exemplo a ultima onda do Adriano, vemos que 2 dos 5 juizes deram-lhe a nota necessária para ganhar.

E aqui chego ao ponto crucial do julgamento, que para mim pode ser uma melhoria substancial no futuro: Acho que todos os juizes deviam estar de acordo, quando dão uma nota, sabendo se essa onda foi ou não melhor do que outra.
Ás vezes nas pontuações, vemos juizes com opiniões dferentes no que respeita a duas ondas diferentes. Uns preferiram a onda A, outros a onda B.
Acho isto um erro de julgamento...
O que acham?

Abr e boas ondas!!!

Anónimo disse...

E o estilo? ja nao conta? O Adriano surfa muito bem, mas tem um estilo horrivel. Alejo, Miguel e Medina, estes sim, surfam bonito... Lamento, mas prefiro ver um surfista com um estilo bonito e uma linha de onda bonita, gostei da vitoria do Taj.
Convem dizer que isto e apenas a minha opiniao.

Joao