22/01/2012

Taj com Mayhem's

Não quero lançar polémicas nem nada mas não via o Taj a surfar assim há uns anos. Será porque aqui está com uma Mayhem do Matt Biolos e não de Firewire? Qual é a vossa opinião? Será que é desta que vou ter de concordar com o Júlio que muito desgosta as Firewire?

Pode parecer um preciosismo mas o Taj não parece mais "sharp" no rail e seguro nos aéreos? E há quanto tempo não se via o gajo aterrar um aéreo como o do minuto 0:25?


Untitled from Taj Burrow on Vimeo.

Comparem com o vídeo em baixo.


Fiji Vignette 1/3 from Taj Burrow on Vimeo.

4 comentários:

João Antunes disse...

Boas Diogo,

Antes demais queria dar-te os parabéns pelo excelente trabalho que estás a fazer no blog! Ainda não tinha feito nenhum comentário.

Agora, comparando os vídeos, realmente o Taj com as pranchas do Matt parece que fica com um surf ainda mais power, e principalmente com um surf mais fluído, visto que depois de um manobrão faz logo um bottom perfeito, sem dar toquezinhos ou acertar a linha, para logo a seguir fazer outro manobrão.

Cumps,

João Antunes (Ratão dos treinos)

Henrique disse...

Epoxi é muito dura no pé, o bloco têm pouca flexibilidde.

e essa história que flutua mais, faz o arquimedes se revirar no túmulo....

Diogo Alpendre disse...

É pá, ainda bem que há quem concorde comigo! É que depois de fazer o post fiquei a pensar se não estava a ser pretensioso e a olhar para coisas ridículas. Assim fico mais contente.

Ratão, obrigado, pá. Já vou mantendo o blog desde os tempos dos treinos e pronto, cá se vai aguentando, agora com posts menos frequentes por causa da SURFPortugal. Os teus comentários serão sempre bem-vindos. Concordo contigo. Nestas pranchas o Taj parece mais seguro e com linhas mais fortes e fluídas, como apontas. Não há ajeites, toquezinhos, outros afins.. Provavelmente tem mesmo a ver com a questão da flexibilidade (ou falta dela) das epoxy e outras misturas que as Firewire têm. Verdade seja dita, o Taj é dos meus surfistas preferidos e gostei de o ver neste vídeo. Tudo me leva a crer que vou ser obrigado a concordar com o Júlio Adler..

Bem-vindo ao blog, Ratão. E bem-vindo de volta, Henrique, já não te via por cá há uns tempos!

Um abraço e boas ondas,

Diogo aqui do blog

Pedro Matos disse...

Eles bem tentaram, mas nem o Taj conseguiu mostrar que aquelas pranchas são opção para high performane.

PS: Pronto para mais um ano de Fantasy Surfer??