10/07/2011

"Boa viagem"

Recentemente, o meu vizinho de baixo, morreu. Era um senhor já de idade, seguramente com mais de 75 anos e vivia sozinho há já alguns anos porque a sua esposa já tinha morrido. Vivo na minha casa há 3 anos e apenas interagi com ele algumas vezes. A minha mãe, que já cá viveu antes, já o conhecia de miúda e ele era amigo dos meus avós e uma das pessoas mais simpáticas e afáveis do prédio, segundo o que eles me contam. Confesso que nunca soube o seu nome. E acho que ele também não sabia o meu. 

Tenho a certeza absoluta que ele sabia o que era surf. Ele ia várias vezes para a Costa da Caparica de autocarro e de certeza que via bandos de surfistas dentro de água, daí ter a certeza que ele sabia.
Uma vez, ao chegar a casa à hora de almoço depois de um surf matinal, pus o meu fato a secar no estendal e o vento que se fazia sentir nesse dia, fez com que o fato caísse nas cordas do estendal desse meu vizinho. Não me dei logo conta disto, estava a dormir no sofá. Quando, ao final da tarde, fui tirar o fato da corda, reparei que já não estava lá mas sim pendurado nas cordas do estendal do meu vizinho. Fui-lhe tocar à porta, ele abriu e deu-me o fato, "Não lho levei logo lá cima porque achei que você estaria a descansar e não o quis acordar", disse-me ele.

Várias vezes me cruzei com ele no hall de entrada do prédio quando eu ia a sair para surfar. Ele dizia-me sempre a mesma coisa depois da conversa de circunstância, "Olhe, boa sorte e boa viagem". Ele não percebia bem o que era o surf mas, no seu entender, implicava "sorte" e uma "viagem".

No meu entender da morte, não sei se é precisa sorte. Contudo gosto de pensar que é uma viagem. Portanto, desta vez, sou eu que lhe desejo uma boa viagem. Boa viagem.

1 comentário:

Massa de Água disse...

e parece que agora entendes mais o que é morte, ao menos para quem fica.

por isso aproveita a vida, keep surfing.

a poucos dias um amigo meu de infância, que não via a anos, morreu de overdose..

Hoje, surfando dediquei-lhe uma onda, em nome dos tempos de criança quan do torciamos para o surf ter meio metrinho clássico.

Boa viagem amigo.

sds

henrique