15/02/2011

O Fenómeno

Não gosto muito de fugir ao tema surf aqui no blog mas de vez em quando acho que não faz mal nenhum, aliás, acho mesmo que até tem que ser. Hoje, a fuga ao meio, é para prestar uma discreta homenagem a um proeminente e incrível jogador de futebol, Ronaldo, que anunciou o pendurar das chuteiras. Lembro-me perfeitamente de o ver marcar um golo ao Barcelona, estava ele no abafante Santiago Barnabéu e eu sentado no chão da minha casa na altura, com o meu pai. Lembro-me daquele Real Madrid com tanta certeza como a de que sei que tenho uma cicatriz com a forma do Chile em cada joelho. Lembro-me do Ronaldo, do Roberto Carlos, do Beckham, do Hierro e do Karanka, do Makelele  do Zidane, do Figo, do Raúl. Era uma equipa de galácticos e Ronaldo liderava nos golos. É com pena que vejo o brasileiro afastar-se do futebol mas todos temos o nossos tempo áureo e o do Ronaldo, já foi. Fica o nome, a alcunha, os golos.

1 comentário:

Francisco disse...

http://www.youtube.com/watch?v=pmrzLI7oz7g&feature=player_embedded#at=327