11/02/2011

Esta é a Stab de que todos gostamos..

A Stab que faz artigos interessantes, diferentes, ousados e com uma pitada de polémica. Não aqueles artigos demasiadamente cor-de-rosa, arrogantes, à procura da polémica fácil e que não interessam a ninguém. Este artigo, para o qual têm aqui o link, saiu na edição de 2010 de capa dura da revista. Essa edição está francamente boa, sendo que este artigo, "Grabs" e a produção fotográfica da Laura Enever (ver aqui) são os que sobressaem na edição. Eu tive a sorte de poder encomendar essa edição e estou muito contente com ela, a Stab é tudo aquilo que imaginei, para o bom e para o mau.

Este artigo é, basicamente, um artigo explicativo. Quantos de vocês não tiverem já problemas a explicar que aéreo é aquele que o Dane fez, o Jadson rodou, o Jordy inverteu e o Kolohe completou? Pois, é que quando eram apenas aéreos de frontside sem grabs, reverses, fakeys, 360, rodeo clowns, era tudo fácil! O problema é que agora chegaram ao surf os Mute, Stalefish, Superman, Method (hahahahah, you wish!), Slobs e Liens. Sem esquecer que com determinada rotação, estes aéreos mudam de nome. Parece e é complicado. A Stab e um dos seus fotógrafos (também é fotógrafo da Surfing), o Jimmy "Jimmicane" Wilson, tiveram a ideia de pôr um grupo de surfistas progressivos - Julian Wilson, Bruce Irons, Adam Melling, Evan Geiselman, Kolohe Andindo -  numa piscina de ondas (a de Tenerife) e dizer-lhes: agora façam aéreos! O fotógrafo Sergio Villalba estava lá para fotografar e fez um excelente, magnífico, trabalho, numa das mais arrojadas produções fotográficas de surf que já vi: aéreos, piscina de ondas, pano branco de fundo, à noite, só silhuetas.

Como tal, se quiserem (e devem querer!) aprender mais sobre os aéreos do futuro, quem os faz e como se faz, ao mesmo tempo que vêm bonitas fotografias como a que está aqui em baixo (um lien air do Kolohe, foto do Sergio Villalba), sigam este link: http://www.stabmag.com/elliot/grabs

Sem comentários: