28/01/2011

E o ano começa a abrir e melhor a como fechou: Pipeline!

E a melhor parte disto, é que foi um grande, grande campeonato. Pipe esteve a bombar praticamente os dias todos e houve alguns dos melhores heats que já vi, desde sempre. Como por exemplo o heat 3 dos quartos-de-final.

Mas sem dúvida que o grande destaque, ou melhor, os grandes destaques, foi a prestação do puto John Florence e de Jamie O'Brien. O primeiro parece ter nascido para surfar aquele troço do arquipélago, especialmente Pipeline. O segundo, nasceu para estar dentro do tubo, especialmente Pipeline. O príncipe de Pipe e o Rei.

Uma coisa é certa, o espectáculo que ambos deram merece e deve ser visto.Sem esquecer, claro, que o John venceu. A melhor cobertura do evento foi, sem surpresa, do Surfline.

4 comentários:

Anónimo disse...

Achei fantástico certas ondas, que seriam nota dez em qualquer parte do mundo, ali viraram seis e setes. Foi a única forma de diferenciar as muitas ondas extraordinárias que estavam sempre a sair.

No geral achei as notas bastante justas, mas era tão estranho ver um tubo animal ser avaliado com seis. O que só revela o nível de surf apresentado.

Nuno Lacerda

Diogo Alpendre disse...

Concordo contigo Nuno. E já pensaste quão melhor foi este evento quando comparado com o Billabong Pipemasters?

Abraço,

Diogo aqui do blog

Anónimo disse...

Sem duvida que foi excelente. Gostei muito de ver o John John, JOB, Cory Lopez, Chris Ward, Ian Walsh, Bruce Irons e Aamion Goodwin. Enfim, com ondas daquelas todos "lhe deram" imenso!
Abraço
Pina

Anónimo disse...

Realmente, o nível de surf esteve a anos luz do Pipemaster. Mas julgo que não foi por demérito dos atletas do circuito WT, mas pelo facto das ondas terem estado incomparavelmente melhores. Claro que ser especialista do pico também ajuda, mas por serem eliminatórias de quatro atletas também ajuda a elevar o nível.

No fundo, lamento que as ondas não tenham estado tão boas durante o Pipemaster. Kelly e Ca. decerto que iriam dar um espectáculo à altura. Mas já não é a primeira vez que a segunda divisão entusiasma mais [o Prime de Trestles, por ex.] O que significa que as etapas Prime começam a contar a sério. Venham elas!!!

Nuno Lacerda