19/10/2010

"Contra a crise, surfar, surfaaaaaaar!"

Tive que citar o fantástico título dado pelo editor online da Surf Portugal, Vasco Mendonça.

O título é dado a uma excelente crónica feita pelo meu caro amigo e companheiro de ondas, Pedro Adão e Silva, na edição de sábado dia 9 de Outubro de 2010 do Expresso, onde começou a escrever há algumas semanas. Nesta crónica, Pedro Adão e Silva continua a sua (e nossa) batalha para provar que o mar em geral e o surf em específico são formas de combater a crise económica que assola o nosso país há dez anos e que se tem vindo a agravar, fruto do contexto económico internacional (iniciado com a crise do "subprime"), nos último três anos. O Pedro refere, bem, o recente exemplo de Peniche e dos campeonatos do World Tour que lá se realizaram este ano e o ano passado. Saibam mais, porque vale mesmo a pena, seja de que país forem (dica para os meus amigos brasileiros), seguindo este link.

Deixo-vos, também, com um "teaser" da mesma crónica.

""O retrato do país tem-se tornado todos os dias mais negro: desemprego elevado, contas públicas desequilibradas e um potencial de crescimento económico medíocre. A justa sensação com que se fica é que não se vislumbram perspetivas. Posto de modo simples, só temos uma saída económica para a crise: produzir bens que os chineses não possam imitar e que os alemães não sejam capazes de produzir com maior qualidade. Infelizmente, não há muitos exemplos de bens deste tipo. Mas temos um ativo económico que, por mais que tentem, nem chineses, nem alemães serão capazes de produzir: ondas de qualidade para praticar surf, como aquelas em que os melhores surfistas do mundo competirão ao longo destes dias em Peniche."

Sem comentários: