03/09/2010

Wildcards atribuídos - fim dos rumores

Tal como tinha noticiado ontem, vários rumores andavam a correr sobre os vários wildcards que a ASP ia atribuir para o resto desta temporada. Como o formato dos eventos e do próprio World Tour mudou, a ASP tinha na mão dois "ASP Wildcards" (mais dois "Wildcards" para surfistas locais da onda/área do evento).
Segundo anúncio oficial da entidade feito algumas horas depois do anúnicio de mais um layday em Teahupoo, os dois "ASP Wildcard" foram atribuídos a Kieren Perrow e ao Gabe Kling. A ASP tinha três candidaturas para apenas duas vagas (Josh Kerr, Gabe Kling e Kieren Perrow).
A polémica neste assunto surge na atribuição do "ASP Wildcard" ao Kieren Perrow. Ao que a ASP apurou, o representante dos surfistas da ASP competiu com uma lesão feita na pré-época nos três primeiros eventos deste  ano, portanto, Snapper's, Bells e Brasil, e é também, dos três surfistas, aquele que está melhor posicionado no ranking.
Assim, só ficou disponível mais um "ASP Wildcard" para duas candidaturas, a de Gabe Kling e Josh Kerr. Ambos os surfistas viram a sua época de 2009 longamente interrompida por causa de lesões. A ASP analisou ambos os casos e para o "desempate" usou a posição do "World Ranking" em que ambos os surfistas se encontram este ano. Como o Gabe Kling está, ao momento, à frente do Josh Kerr (o americano está no 27º lugar e o australiano no 29º), o restante "ASP Wildcard" foi atribuído ao vencedor no Nike 6.0 Lowers Pro Prime deste ano.

Outra questão pendente é o facto do Joel Parkinson não ir entrar em nenhum evento pelo menos até ao Havai, o que abre lugar para os "substitutos em caso de lesão" que após este "cut" são primeiro o Tom Whitaker e em segundo o Dean Morrison. Ou seja, como o Parko não vai competir, Tom Whitaker tem garantida a presença pelo menos em Trestles e França e, muito provavelmente, em Portugal e Porto Rico.

Confuso? Um pouco. Mas é mesmo assim..

Ultrapassado o corte e atribuídos os wildcards já se sabe, definitivamente, qual será o alinhamento inicial do World Tour de 2011. Será então composto por 34 surfistas, 22 dos quais são apurados pelo Top 22 do World Tour de 2010 mais o Top 10 final ( de surfistas que já não estejam no Tour..) do ASP World Ranking de 2010 mais dois "ASP Wilcards".

Em 2011, segundo a ASP em outros comunicados, entra também o reseeding e substituição de surfistas ao longo da temporada, três ou quatro vezes, sendo que para a confirmação desta questão teremos que esperar até ao fim do Billabong Pro Pipeline Masters em Dezembro.

Sem comentários: