21/07/2010

Jeffrey's Bay - comentários finais


Que chicotada o último dia do Billabong Pro Jeffrey's Bay deve ter sido para todos os que (como eu) diziam que Jay Bay não é uma onda de aéreos! Até de backside se tentaram mandar aéreos - pobre Damien Hobgood. Mas enfim..não faltaram aéreos..em Jeffrey's Bay!

Como uma voz muito sábia me disse à velocidade de uma bala, não há dúvidas que o Jordy Smith foi o melhor surfista do evento, com empurrãozinho dos juízes ou não. Eu contrapus logo: "não! por cada manobra que o Jordy dava, os outros tinham que dar 3 ou 4!". Resposta mortífera: "é, cada manobra do Jordy vale 3 ou 4 dos outros, não é?". Pum - case closed.
Como várias vozes têm dito, Dane é um daqueles do 8 ou 80. Como disse bem  Parko e desculpem o tamanho da citação "Dane lives by the kind of surfing we saw in J-Bay, it’s all or nothing and that’s what you’re always going to get. He can do every move in the book and he goes for it, but if he doesn’t make it he’s going to end up with a shocker heat like he had against Taj. He probably only needs to pull himself back 10 per cent in some situations and he’d be winning some heats he’s losing, but the way he surfs he’s not going to do it. That’s not Dane. And if he did pull it back then you wouldn’t be seeing those heat scores of 18 or 19, you’d be seeing 15s and 16s, and then again it’s not quite Dane. He’s still the most exciting surfer to watch on tour and he always goes for it… whether he makes it or not depends on how he’s felling." Quem diria que o Joel Parkinson analisava o Tour tão bem?
O Adam Melling teve aqui o melhor resultado da sua curta carreira no Tour. Na minha opinião, o local de Lennox Head é um surfista razoável, tal como são Tom Whitaker, Dean Morrison, Nate Yeomans e outros. Muitos floaters, muitos toques no lip, nada de muito espectacular mas, aparentemente, o suficiente para chegar ao final de um evento do WCT. Muitos atribuem esta final ao profundo conhecimento de pointbreaks de direitas - afinal o "Mick Fanning 2" (como muitos lhe chamam) é local de um excelente pointbreak para a direita. Tenho que concordar com esta ideia.
Taj perdeu quando devia ter ganho. O critério de julgamento nunca se adequou tanto a ele como agora e este ano tem (tinha?) tudo para ser o grande ano do rapaz de Yallingup.
Bede foi Bede. Como é possível este tipo ainda ser um underdog? Ele é dos mais frios competidores que já passaram pelo Tour (pelo menos desde que eu sigo o Tour). Sean Holmes é um tomba gigantes. Será que Bede não é gigante o suficente para Holmes? Devia. Foi para Jordy pelo menos...e que heat!!!

No fim de contas, Jordy rulou e o Mundo mudou. Kelly vai ter trabalho, muito trabalho. Game on!! Vamos a isso!

A melhor cobertura, como sempre, no Surfline e no Instituto Adler. Também gostei da cobertura da Surfer Para fotografias sem ser as da ASP, vejam a Surfing. Como disse acima, o Parko também esteve bem, directamente do seu sofá.

3 comentários:

Vinícius Maciel disse...

Realmente, cada manobra do Jordy vale 3 ou 4 dos outros. Só achei q ele mandou muitos floaters e os juízes valorizaram muito isso, tudo bem que ele usou para passar seções, mas msm assim! Mas faça uma comparação entre uma rasgada do Jordy e uma do... pode ser o Marco Polo. Jordy usa bem mais a borda, poe mt força, joga mt mais água e nas partes mais críticas da onda. Achei que ele mereceu a vitória.

Também não da pra comparar o Adam Melling com o Dean Morrison. Td bem que dingo não é um bom competidor e nenhum "Modern Collective" da vida. Mas é um dos melhores tuberides do mundo.

Taj vacilou, mas ainda tem tempo e está na disputa. Ano passado Mick estava bem apagado e se tornou campeão nos últimos eventos.

Apostei que Mick ganharia de Kelly na final, errei feio!

Muito bom esse post Diogo.

Abraço

Vinícius Maciel
http://p-movement.blogspot.com/

Anónimo disse...

É... nada como Bala para encurtar o discurso e lesão feia para ficar um pouco mais certeiro!...

Abrazzooo,

MP

Diogo Alpendre disse...

Vini, os floaters do Jordy são muito abusados e em Jeffrey's, davam um flow incrível à onda.

Quanto ao Dingo, são opiniões pessoais. Eu não gosto muito dele mas reconheço que é um bom tuberider e um excelente "leitor de ondas". Eu acho o Melling é tão bom quanto ele.

Obrigado Vinicius ;)

Concordo plenamente MP ;) mas acrescento que tu próprio também tens umas tiradas danadas (num bom sentido, claro!) para quem te ouve..e ainda bem!!

Abraço

Diogo aqui do blog