19/04/2010

Pão nosso de cada dia (quem nos dera..)

Vemos a onda, remamos, viramos a prancha, remamos, remamos, dropamos, passa a secção, passa a secção, metemos para dentro, o tempo pára, saímos, rasgada e prontos para a próxima. Tudo isto, pelos os olhos do peruano Gabriel Villaran. (via Stab)

2 comentários:

Anónimo disse...

Não há qualquer duvida, que esta vida de surf de final de tarde, num paraíso tropical, com altas ondas, é de invejar.
Abraço, e parabéns pelo blog,
Vasco V.

Diogo Alpendre disse...

Um dia, todos havemos de ter um dia desses. É esperar deitados...na prancha ;)

Abraço e obrigado Vasco, vai passando aqui no blog :)

Diogo aqui do blog