11/03/2010

Surfline Power Rankings do Quiksilver Pro Gold Coast 2010

Tal e qual. O ano começou, os dados já foram lançados a primeira vez e vão voltar a ser lançados mais quatro vezes. Vamos ver quem sai por cima. Ninguém é profeta ou adivinho mas há que saber reconhecer quem tem boas capacidades analíticas, tal como o Ian Cairns, treinador de vários surfistas americanos (alguns WCT e outros WQS), treinador da equipa de surf americana (júnior e sénior), co-fundador da ASP e um clássico, "Back in the day", em "hawaiian waves of consequence", nomeadamente, Sunset gigante. Penso que seja mais que suficiente para vos motivar a ler os Power Rankings deste senhor. Aqui vai: http://www.surfline.com/wct-contest-zone/surflines-power-rankings-post-quiksilver-pro-gold-coast_41636/

2 comentários:

João Afonso disse...

Basicamente, para mim isto mostra que os power surfers vão ser postos de fora, os novos critérios vão beneficiar o surf radical e pronto. O surf entregou-se completamente ao capital, se público quer ver aéreos e tail slides, é isso que a ASP lhes dá. Mas competição não é isso, competição é mostrares que és melhor que o outro naqueles 30 minutos de heat. Nem sempre os melhores surfistas podem ganhar, nem sempre o surfista mais radical pode ganhar e é isso que se pretende fazer. É melhor o Saca esquecer a sua permanência no Wt este ano ou então que aprenda a dar aéreos.
Eu percebo que queiram desenvolver o surf para novos patamares mas desvirtuando a competição é ir pelo mau caminho, cada um defende-se com as armas que têm e o que está acontecer é que só se pode ganhar uma a guerra com um tipo de arma. Mais vale acabar com a competição e fazer apenas exibições em que seja o público a votar, cada surfista tem x ondas para fazer e o público vota naquelas que mais gostou. Ao menos assim valoriza-se o radical e atribui-se um campeão mundial com mais justiça. Porque assim é uma palhaçada.

Desculpa o desabafo.

Abraço

Diogo Alpendre disse...

João,

Antes de tudo, nada de desculpas mas sim obrigado pelo desabafo. Foi também para isso que comecei o blog, para ser um espaço para os meus desabafos e para os de quem lesse.
Concordo contigo, acho que a ASP não está a fazer um bom trabalho, contudo, tenho a vã esperança no meu coração de que não vá ser tudo assim tão "radical" como apontas.

Mas o que escreveste é muitíssimo bem visto e tenho que concordar.

Abraço