26/01/2010

O WWT - entrevista da Surfer a Brooke Farris, Tour Manager do WWT

Muito se tem falado das mudanças no Tour masculino, do Rebel Tour, do "one-ranking system",etc etc. Mas tal como Nick Carroll se perguntava há uns tempos, "What about the girls??". Pois bem, demorou, mas finalmente já temos algumas respostas quanto ao futuro do WWT, tudo graças a uma entrevista de Janna Irons, jornalista da Surfer Magazine, a Brooke Farris, a "ASP Women's World Tour Manager" - tour manager do wwt.
Mesmo que não se interessem pelo tour feminino - o que é um erro crasso - leiam esta entrevista que mostra como a ASP trata do dia-a-dia do seu funcionamento alguns e como é, afinal, a gestão dos circuitos das meninas. Uma excelente entrevista, como aliás Janna Irons já vem fazendo em diversos momentos. 

"We know the Men’s Tour is shifting to a one-world ranking with a mid-year re-seeding, will the Women’s Tour see similar changes?
BROOKE: We won’t have any mid-year rotation, ours will purely be a glass ceiling where the girls surfing the ’QS can’t break through until the end of the year, but we’ll still have the one-world rating system. The girls will be able to say where they stand in the world, rather than it being a two-tier system. So No. 1 on the ’QS—as long as she’s not on the World Tour—will be 18th in the world."

Sem comentários: