15/01/2010

Australianos ficam down under!

Pois, parece que a cada dia que passa, os australianos a participar no Billabong ASP World Junior Championships caem que nem tordos. Do contigente inicial, só sobram dois, um menino e uma menina: Stuart Kennedy e Laura Enever. Vamos ver se a Austrália ainda vai conseguir conquistar todos os títulos ASP.. Vai ser difícil, principalmente nos rapazes.
Entretanto, os Zucas continuam voando alto, tal como mostra o vídeo do heat do round 4 do Jadson André que aqui deixo em baixo. Leiam alguns pontos essenciais sobre o dia de ontem aqui e sigam o evento acoli.

6 comentários:

João Afonso disse...

Boas,

É verdade, os Australianos estão a desiludir, eu que tinha apostado no Owen Wright para vencer este ano, mas afinal enganei-me. Assim sendo, acho que o Gabriel Medina e o Jadson André poderão ter uma palavra a dizer. E ainda resta o Clay, que é capaz do 8 ou 80.

Abraços,

Diogo Alpendre disse...

Pois, realmente a derrota do Owen foi uma surpresa. Também tinha apostado nele..
Sabes uma coisa, não acredito que ganhe um dos brasileiros. Tenho um feeling que não vai ser nenhum deles, nem Jadson nem Medina.
Acho que tal como no ano passado, vai ganhar um "darkhorse"..
Mas se cair para os brazzos, espero que ganhe o Jadson. The guy has some moves!! E voa, voa, voa.. aquele air reverse no round 3 foi de bradar aos céus!

Abraço

Diogo aqui do blog

Pedro disse...

Alô Diogo. Os brazucas estão a dominar o evento, estão a surfar muito, alêm de terem 3 atletas nos quartos de final. Dominam em qualidade e quantidade!

Diogo Alpendre disse...

Olá Pedro,

Sem dúvida que estão surfando muito. Mas não sei se aguentam este nível até ao fim do evento.. Sem dúvida que é surf espectáculo!

Mas, hoje ou amanha, vai sair aqui no blog, um pequeno texto sobre a matéria dos brasileiros. Ainda estou a escrever mas o texto vai sair ;)!

Abraço

Diogo aqui do blog

Pedro disse...

Curioso tambem o facto que dois dos Brasileiros que constituíam o contingente do campeonato surfarem com pranchas do RM, ou seja, fabrico caseiro! É impressão minha ou o Brasil esta novamente a afirmar-se como uma grande potencia mundial de surf?

Diogo Alpendre disse...

É por aí que vai recair o assunto do meu texto :)

Diogo aqui do blog