29/04/2009

Adaptação por obcessão

“Passei toda a noite, sem dormir, vendo, sem espaço, a figura dela,
E vendo-a sempre de maneiras diferentes do que a encontro a ela.
Faço pensamentos com a recordação do que ela é quando me fala,
E em cada pensamento ela varia de acordo com a sua semelhança.
Amar é pensar.
E eu quase que me esqueço de sentir só de pensar nela.
Não sei bem o que quero, mesmo dela, e eu não penso senão nela.
Tenho uma grande distracção animada.
Quando desejo encontrá-la
Quase que prefiro não a encontrar,
Para não ter que a deixar depois.
Não sei bem o que quero, nem quero saber o que quero. Quero só Pensar nela.
Não peço nada a ninguém, nem a ela, senão pensar.”

Alberto Caeiro


Ao ler este poema, assemelhei-o à minha “dependência” com o Surf, e tomei a liberdade de adaptá-lo, fazendo algumas alterações. Continua a fazer todo o sentido, pelo menos, para mim... (As alterações estão assinaladas a "bold"):


“Passei toda a noite, sem dormir, vendo, sem espaço, a figura dela
(onda),
E vendo-a sempre de maneiras diferentes do que a encontro a ela.
Faço pensamentos com a recordação do que ela é quando me
encontra,
E em cada pensamento ela varia de acordo com a sua semelhança.
Surfar é viver.
E eu quase que me esqueço de sentir só de pensar nela.
Não sei bem o que quero, mesmo dela, e eu não penso senão nela.
Tenho uma grande distracção animada.
Quando desejo encontrá-la
Quase que prefiro não a encontrar,
Para não ter que a deixar depois.
Não sei bem o que quero, nem quero saber o que quero. Quero só
Surfar nela.
Não peço nada a ninguém, nem a ela, senão
Surfar, viver.”

Adaptação

Mensagem para todos os que seguem este blog

Agora que este nosso/vosso blog está a aumentar em termos de números de visitantes e porque quero que continue a aumentar, tenho dois pedidos a fazer a todos que por aqui passam :

1º, Digam o que podemos nós fazer, para melhorar este espaço cibernáutico para ir de encontro com os vossos interesses. A sério, queremos mesmo saber o que podemos melhorar e iremos levar todas as vossas sugestões, críticas e propostas em consideração. Façam-no comentando este post.

2º, Espalhem a palavra do blog, publicitem-nos ! Ajudem-nos a crescer quer em qualidade quer em nome para que possamos cada vez mais ser um blog de referência do panorama do surf nacional.

Aproveito para anunciar que os melhores comentários aos nossos posts e que manifestem opiniões válidas (sejam elas contrárias ou similares às nossas) e obviamente sejam feitos por vocês, serão publicados em forma de post aqui neste blog. Se reconhcer-mos algum jeito para esta vida, poderão, após delicada deliberação, ser convidados para aqui escrever de forma contínua.

E pronto, os dois pedidos estão feitos e o desfio lançado ! Cabe agora a vocês participar!

Falem de nós e boas ondas a todos !

Diogo

27/04/2009

Casamento

É verdade, após quatro meses de namoro e aproveitando as festividades que envolveram os meus anos, finalmente consumei o meu namoro e pedi o meu objecto de sedução em casamento. Conheci-a numa bela tarde na loja da Area51 e foi amor à primeira vista. É uma bela menina caucasiana, de olhos verdes, 1.75m, com formas redondinhas mas bem atraente e sedutora. É radical mas um bocadinho mais baixa do que estou habituado, estou habituado a "míudas" mais altas... De qualquer maneira, estou mesmo muito contente por esta consumação. Espero que também fiquem felizes por mim..
Aqui vai um fotografia da minha senhora ! Curtem a gaja ou não ?

25/04/2009

Brazil levanta a bandeira bem alto !

Até podem haver mais europeus no WT que brasileiros, contudo, os brasileiros em termos competitivos estão a anos dos europeus e anos-luz dos portugueses...

Não concordam ?
Reparem no seguinte, até ao dia de hoje estavam a decorrer dois eventos de 6*, aliás um de 6* que estava a ser em Portugal, o Quiksilver Estoril Pro 2009, e um de 6* Prime, o Quiksilver Pro Durban. Acabaram os dois hoje (aliás, o Estoril Pro acabou há momentos) e os vencedores foram Jadson André, atleta sub-21 brasileiro ainda, que venceu em Durban e Alejo Muniz em Portugal, também junior brasileiro e que inclusivé participou no evento Pro Junior onde só perdeu nos quartos para o eventual vencedor do evento Marc Lacomare, na mesma praia, antes do 6*.

Há algo nos susrfistas brasileiros que os faz vencer, que os faz ter mais fome... Alguém tem sugestões? Pessoalmente, acredito que é devido ao facto de que, ao contrario da maior parte dos outros surfistas de outros países do mainstream do surf mundial, eles dão valor ao que têm, lutam por mais, querem mais, não se acomodam e sabem que para chegarem onde estão tiveram que ser os melhores e que se não o forem há pelo menos mais 50 "putos" no Brasil a "comerem-se" para "ocupar" o seu lugar ! Isto é que é ! E depois ainda se espantam que os "tugas" não cheguem a lado nenhum...pois concerteza, acomodam-se...alguns até já são os melhores da rua deles e quase sem esforço. É, pelo menos, representativo da maior parte dos casos tugas.
De qualquer maneira, não quero "destruir" os portugueses mas sim congratular os brasileiros e deixar uma mensagem : todos estamos a ver esta nova geração do surf brasileiro (da qual o Adriano de Souza e Bruno Santos ainda fazem parte) e estamos a ver o que está a conseguir. Eu se tivesse que competir contra eles tinha medo, muito medo... É que os tempos de surfistas estilo Peterson Rosa, Paulo Moura, Bernardo Miranda e outros já lá vão..

Em baixo, Jadson Andre, vencedor do Quiksilver Pro Durban 6* Prime e depois Alejo Muniz, vencedor do Quiksilver Estoril Pro 6*.


P.S. Mais ainda, fim de semana em grande para Ricardo Martins, o conceituado e conhecido mundialmente shaper brasileiro que vê dois conterraneos vencerem grandes provas internacionas em pranchas por si shapadas.

24/04/2009

Como é ser namorada de um surfista ?

De certeza que não sou a única pessoa que já ouviu um surfista a referir-se à(s) sua(s) prancha(s) como : “ a minha menina”. Até aqui tudo bem, mas algo que podem não saber é que esta presença “feminina” passa a fazer parte da vida de algumas raparigas que não fazem surf - as namoradas dos surfistas.
É nesta condição que escrevo este artigo, condição de namorada de um surfista. Não quero passar a ideia de namorada ciumenta que passou a detestar ondas ou uma ida à praia só porque a prancha também vai. Nada disso. Quero apenas dar aos leitores deste blog uma ideia de como uma namorada de um surfista se sente e vê a vida “surfística” do seu namorado.
Adoro a praia – o mar, a areia e até as ondas – adoro ir à praia, apanhar sol e dar mergulhos e adoro ver o meu namorado a surfar. E porquê? Porque sinto que o faz feliz e que lhe faz bem, que é, para além de um desporto, uma parte da sua vida e algo que lhe interessa não só como praticante. E para além do mais, a coisa que me dá mais gozo é poder fazer uma das coisas que mais gosto ao mesmo tempo que ele está a fazer algo que é tão importante para ele, que é: fotografá-lo e filmá-lo.
Contudo, esta ida à praia, que parece ser um dos programas mais românticos, na minha opinião, é também uma carga de nervos! A partir do momento em que ele entra na àgua, confronto-me com uma data de problemas e questões. “Onde é que ele está?”, “Aquele é ele ou é outro com uma prancha da mesma cor?” “Aquela onde rebentou em cima dele!!!”, “Nunca mais sai debaixo de àgua, será que está bem?”, “Lá está ele outra vez sem protector solar!”. Estes são alguns dos meus pensamentos e perguntas... e para mim esta é a parte crítica de ser namorada de um surfista.
A outra parte é ser “trocada” por um óptimo dia de ondas ou simplesmente por um amigo que lhe pode dar boleia para a praia..nem quero pensar quando o carro estiver arranjado! Mas pronto, a fúria dura pouco tempo (na maioria das vezes).
Ser namorada de um surfista tem, como tudo, as suas vantagens. Vê-lo no mar deixa-me tão feliz como me deixa preocupada. Faz-me gritar, internamente, para ele apanhar ‘aquela’ onda, (que atépode nem ser nada de jeito na opinião dele); faz-me querer entrar na água e subir para cima da prancha com ele; ou gritar com aqueles que apanham a onda que ele queria. Também tive a oportunidade de assistir a um campeonato feminino; ver montes de videos e filmes cheios de manobras, ondas gigantes e sitios lindos; escrever artigos como este num blog de surf; planear viagens a sitios com as melhores ondas e até deitar-me em cima da prancha dele.
Tudo isto e tudo aquilo que me esqueci e que já não cabe neste artigo me fazem sentir namorada de um surfista, que às vezes se sente trocada por uma prancha e por uma meia dúzia de ondas, e que outras vezes não cabe em si de vontade de pertencer a este mundo que é dele – o surf.
Para as meninas, um conselho: não se sintam trocadas, aproveitem também.
Para os surfistas, uma dica: levem as namoradas para a praia, mesmo que elas não mostrem interesse, não há nada que lhes apeteça mais.

22/04/2009

Hoje e para sempre, eu vou lutar pelo surf !

Criado num ambiente se calhar algo típico português, o futebol foi sempre algo muito presente na minha vida. Desde criança que me lembro de ir ao estádio, de me sentar no sofá com o meu pai e avô e os ouvir a criticar (e gritar) com "a bola". Bebia aquelas palavras como água num dia quente de Verão, era uma criança. Fui crescendo e comigo cresceu também a paixão pelo futebol, o jogo das três equipas em campo era a minha vida, o meu pão . Via todos os jogos, sabia todos os jogadores, todas as tácticas, era uma criança. Por volta dos meus 12/13 anos experimentei surfar (após uma tentativa gorada aos 8 anos que a minha mãe aterrorizada não deixou que fosse mais que uma tentativa). Vou cair num cliché: surfar foi para mim o cúmulo da pureza. Era um grupo de amigos e um professor em dias de calor e frio a serem motivado a ir para dentro de água, do mar. Um dia, intrigado sobre se era possível algo mais puro que o futebol, resolvi perguntar ao meu pai :
- Pai, o futebol é puro? Pai, o futebol são um grupo de amigos a divertirem-se?
O meu Pai, incondicionável "futebolista", respondeu " Dá atenção ao jogo de fora de campo mas não dês demasiada, não te vás desiludir". Eu era ainda muito pequeno e não percebi o que ele quis dizer.
Prossegui a minha vida, conciliando surf e futebol. Até que dada altura, já mais velho, comecei a receber e ler as histórias de balneário, percebi o que ele quis dizer. O futebol é uma imundice, uma conciliação de interesses, falta de amor à camisola, dinheiro, corrupção, esquemas, merdas. Desiludi-me. Comecei a levar o surf a sério visto que o futebol para mim tinha perdido todo o seu valor, o seu néctar, tinha desabado. Tinha mais tempo para o surf.
Surfei, surfo e nunca deixarei de o fazer pois, felizmente, existe o freesurf. Contudo, sou um apiaxonado pelo surf competitivo, por métodos de treino, pelo WCT, pelo Nacional Open, pelo Esperanças, pelo treio do Slater e do gajo mais mal qualificado do WQS, pela prestação de Portugal lá fora. Mas sempre do ponto de vista do observador (jamais terei estaleca para competir em surf que não seja entre amigos). Hoje, dia do meu aniversário, 22 de Abril, passei pelo Ondas. Li e reli uma série de comments e posts que por lá apareceram e triste e preocupado com o rumo, algo familiar que as discussões estavam a levar, resolvi fazer um apelo. Por favor, não deixem o surf enverdar pelo caminho do futebol, é demasiado puro.. É uma paixão maior do que o futebol alguma vez será (visto que surf é também um modo de vida) e como tal, não vou desistir dele ! Vou lutar pelo surf, pelo surf competitivo, por um surf livre de pressões de marcas e de condenações antes do tiro da partida, por um surf onde o trabalho de fundo é reconhecido mas onde existe a humildade para aqueles que tiveram apoios desde o ínicio, poderem estar bem com eles próprios não sendo constantemente alvos de outros que no fundo, os invejam ! Hoje e para sempre, eu vou lutar pelo surf.

Engraçado 2

Também podia aproveitar este pos.... Pá, caguei, este videos desta surftrip realizada pelo surftotal estão muito fixes e vou-me calar e limitar-me a pô-los aqui, quer para meu, quer para vosso divertimento !

Edgar Nozes Surf from Black Market Productions on Vimeo.

21/04/2009

Area 51 surf shop




Já não falava disto há uns tempos mas eis que agora surgiu uma óptima oportunidade para falar.
A Area 51 para além da sua loja em Lisboa, passou a estar disponível on-line. Se quiserem fazer compras de uma maneira segura, eficaz e de qualidade mas não lhes apetece sair de casa, não hesitem, têm um novo sítio a onde ir : http://a51surfshop.com/. Passem por lá e aproveitem as óptimas promoções e produtos disponíveis.
Por via das dúvidas, vou passar a ter aqui na barra do lado direito, sempre disponível, um link directo para o site !
Boas compras e ondas !

(obrigado Area 51 pela paciência para me aturar..)

19/04/2009

Resultados das previsões..

Apesar de me ter espalhado ao comprido no Fantasy Surfer, fiz pouco mais de 500 pontos, nas previsões que tinha sugerido/feito aqui neste meu blog, http://linhadeonda.blogspot.com/2009/04/previsoes-para-2009-bells-beach.html, até consegui acertar nalgumas coisas :


Tinha previsto que um dos seguintes iria ganhar, Parko, Taj ou Slater, e acabou por se concretizar, ganhou o Parko. Previ também que a grande desilusão seria o Adriano de Souza pois ficaria com um 5º lugar. Foi uma desilusão mas porque ficou em 17º. Sugeri que outra das desilusões seria o Bede Durbidge e tal verificou-se, tal como o Adriano, 17º lugar. Errei nos destaques, sugeri o Tiago e o Jeremy Flores, ficarm ambos em 17º. Voltei a errar no que achei que fosse o goofy que chegaria mais longe, sugeri Adrian "Ace" Buchan mas na verdade foi o Fred Patacchia que consegui um brilhante 3º lugar.

No fundo, estas minhas sugestões e resultados, reflectem o circuito de hoje em dia : a ganhar são sempre os mesmos, lá em baixo é que há mudanças, variações e por aí... Não acham?


17/04/2009

Bells Beach acabou

É verdade, chegou ao fim a etapa do WWT e WT em Bells Beach. Foi uma etapa que começou devagarinho, sem condições excelentes mas com o avançar dos dias, novas ondulações entraram e ambos eventos foram recheados de grandes e boas ondas.
No que toca às meninas, quem levou o sino característico de Bells foi Silvana Lima que venceu na final a bicampeã mundial, Stephanie Gilmore.Esta foi a primeira vitória de Silvana Lima no WWT, portanto, esperamos uma rivalidade acentuada entre Gilmore (a vencedora da 1ª etapa) e Lima, pelo título de campeã mundial. É importante realçar o evento fantástico que a rookie Sally Fitzgibbons fez e onde só perdeu nas meias finais frente a Gilmore.
A corrida ao título continua a ser liderada pela actual bicampeã do Mundo, Stephanie Gilmore, seguida da brasileira Silvana Lima e pelo terceiro lugar ex-aequo da ex-campeã do mundo Sofia Mulanovich e da rookie Paige Hareb.
About the boyzz, foi um evento um pouco suis generis mas apesar de tudo foi Joel Parkinson, que também venceu a primeira etapa, a levar o caneco, ou neste caso, o sino.
O evento decorreu intervalado, fizeram-se o round 1 e 2, já com o novo formato de competição, no qual perderam a maior parte dos europeus, incluindo o Saca, perdeu também Dane Reynolds e o 9x canpeão do mundo, Kelly Slater, talvez fruto de um julgamento demasiado pró-australiano.
O round 3 voltou com boas ondas e o destaque deste round foi o grande e até a ver maior candidato a Rookie Of The Year, Kekoa Bacalso.
Os quartos, meias e final foram todos no mesmo dia, ontem (17/04) e aconteram em boas ondas de dois metros a quebrarem perfeitas e com um ligeiro off-shore. O destaque dos quartos foi para Jordy Smith que eliminou o Campeão do Mundo de 2007. Nas meias, contudo, já não repetiu o feito e acabou por ceder às mãos de Joel Parkinson. Na outra meia final, o flow de Adam Robertson, vencedor dos trials, ganhou ao jogo de power backside de Fredrick Patacchia. Na final a experiência de Parkinson acabou com a carreira fantastica de "Robbo" no evento, levando o primeiro o sino.
Com esta vitória, Parkinson lidera a corrida pelo título mundial com 2400 pontos, seguido pelo seu amigo Mick Fanning com 1608 pontos e pelos terceiros lugares ex-aequos de Jordy Smith e Fredrick Patacchia.
http://live.ripcurl.com/index.php?aid=136

13/04/2009

Lost Jewel of the Atlantic

Todos já ouvimos falar deste comentário feito pela organização Save The Waves sobre a onda do Jardim do Mar na Madeira que foi seriamente prejudicada pela construção de um paredão de pedra. Para quem ouviu falar mas não viu, para quem não viu nem ouviu falar ou para quem quer rever, aqui vai. É, no mínimo, chocante. O povo portugês no seu pior, odiáveis e burros.
http://surfeuropemag.com/videos/category/surf-europe-videos/lost-jewel-of-the-atlantic

Engraçado

Podia usar este video para uma série de coisas, criticar o surf português, elogia-lo ou até compara-lo com outros surfs do mUndo. Mas não o vou fazer, até gostei do video portanto, aqui vai.. David Luís, Sumatra.


David Luis Surf from Black Market Productions on Vimeo.

YES !!!

YES YES YES YES YES YES YES !!!! O PRO SEARCH DA RIP CURL É EM PORTUGAL !!!!!
Se não acreditem sigam este link e vejam a figura pequena com a prancha na mão !! É o Vasco da Gama ou não ?!
http://live.ripcurl.com/index.php?pro-search
YYYEEEEEEEEEEEEEEEEEEES!

12/04/2009

Kustom Air Strike

E pronto, está acabada a competição que têm puxado os limites do surf progressivo, Kustom Air Strike.

O vencedor dos 50.000 dolares, o prémio, foi Dusty Payne.

10/04/2009

Só podem estar a brincar..

Um slideshow da revista Surfing Magazine de uma sessão de free surf na etapa de Bells Beach do WT que está agora a decorrer. Váris momentos bonitos, o Taj a destruir ondas, o Kelly e depois a última fotografia, o Jordy Smith, num aéreo com uma prancha com 6 quilhas (!!!!!!!!!)
http://www.surfingmagazine.com/surfing-photo-video/surfing-photo-dept/off-day-at-bells-jimmicane-lightbox-041009/

08/04/2009

10 point surf series avec le grand Tiago Pires !

Quem não se lembra daquela fantástico tubo que o Saca deu no Havaí há já uns anos e que foi galardoado com um 10 ?

Pois para quem não se lembrar, aqui vai


10 points

06/04/2009

Previsões para 2009 - Bells Beach


Tal como tinha dito, aqui estou eu a fazer as previsões para o WT de 2009. Contudo, irei fazer evento a evento, para ter mais piada e poder acertar mais facilmente lol.


Digam-me o que acham, se concordam, se estão revoltados, digam o que quiserem. Fico à espera.



Como sabemos Snapper’s já foi e quem ganhou foi o Joel Parkinson na final ao Adriano de Souza o que, segundo o que eu tinha conjurado, até vai de encontro às minhas previsões : achei que era ou o Taj ou o Parko a ganhar. Foi o Parko.


Por causa deste novo formato de alguns eventos do circuito de 2009, torna-se um bocadinho dificil fazer previsões. Mesmo assim,

Em Bells Beach a vitória irá cair para um australiano. Desde 1997 (este vai ser o ano usado como referência estatística), ganharam 6 surfistas australianos este evento sendo que o resto foi ganho por havaianos e pelo Kelly. Este ano acho que a vitória vai cair para um destes: Joel Parkinson, Taj Burrow ou para o Kelly Slater. A maior desilusão vai ser o Adriano De Souza que depois de um 2º lugar na primeira etapa não conseguirá novamente repetir o feito e conseguirá apenas um 5º lugar e o Bede que embora vá estar “com a prancha no pé” vai ter um heat desconcentrado e perder. Os destaques vão ser o Tiago Pires que vai impor o seu surf eliminando alguns surfistas mas principalmente o Jeremy Flores que vai surpreender algumas pessoas ao eliminar um adversário poderoso.
O goofy footer que vai chegar mais longe vai ser o Adrian Buchan.
Será ? Será que vai mesmo ser asssim? Duvido. É que sou apenas um puto surfista que curte surf à brava e que devora tudo o que é heats, noticias, campeonatos, etc...

Twitter

Rendi-me mais uma vez às tecnologias e criei uma "conta" no Twitter. Até estou a achar isto bastante interessante na medida em que estou constantemente a receber "What are you doing"s do Mick Fanning e dos Hobgoods.
Se quiserem dar lá um saltinho,

05/04/2009

Está giro está..

O primeiro vídeo de 2009 da saga Euroforce da Quiksilver with all the boyzz !
Muito fixe mesmo, até tem um aéreo reverse de backside do Saca (!!), sim, do Saca (!!) !!
http://www.quiksilver-europe.com/tv//?CC=en&ACTION=searchVideos&searchText=euroforce#

Demora um bocado a entrar no site. Se não der, vão pelo da quiksilver europe que é http://www.quiksilver-europe.com/ .

Hum...

Pois...os ISA dos juniores já acabou...

E Portugal? Em que lugar? Bom...ainda não se sabe, quando se souber, eu digo..

Posso dizer que o português mais bem classificado foi a jovem surfista das terras da Ericeira, Ana Sarmento que perdeu..esperem que estou à procura nos rounds......ok, encontrei...round 6 das repescagens...bom, nada mau para a rapariga, até é um resultado aceitável. Mas....e o resto? Pois....vamos esperar que saiam os resultados gerais dos países....
Desapontante? Sim, de certeza..mas é fácil falar..

2009 Quiksilver ISA World Junior Championships



Acabou há momentos mais uma edição dos ISA World Junior Championships. Como tem vindo a ser norma desde há uns anos, a equipa da Austrália ganhou a medalha de ouro no geral de equipas (pelo quarto ano consecutivo). É de notar que a Austrália há dois dias estava em 6º lugar e o Havaí em 1º o que eleva ainda mais este feito dos aussies. Na geral de equipas ficou então a Asutrália em 1ºlugar seguida do Havaí e do Brasil em 2º e 3º lugar respectivamente. Em quarto, ficaram os EUA.
Em termos de prestações individuais, o australiano Dean Bowen levou para casa a medalha de ouro no escalão sub 18. No escalão sub 16 foi o havaiano Keanu Asing quem ganhou a medalha de ouro. Nas meninas, novamente uma australiana, foi a surfista sensação Tyler Wright quem ganhou o ouro.
Na competição ISA World Junior Aloha Cup, um evento tag-team especial, foi o Brasil quem ganhou o primiero lugar.
Em termos de Europa e dos seus surfistas, o maior destaque vai para o françês Maxine Huscenot que ficou em 3º lugar na final masculina de sub 18.
Portugal teve, mais uma vez, uma performance no mínimo dos mínimos, desapontante.

03/04/2009

O futuro ? Só o Diogo dirá !

É verdade, adulterei um famoso dito a meu bel-prazer ! Já vão perceber porquê..

Vou tomar certas liberdades (que se calhar não devia tomar) e vou fazer um conjunto de previsões para este ano competitivo do WT masculino que ainda agora começou. Desculpem-me as meninas mas infelizmente não farei do WWT pelo simples facto de não estar suficientemente à vontade e ser suficientemente conhecedor do universo competitivo do surf feminino. Como tal, farei do Dream Tour masculino. Nós próximos dias e, porque estou de férias, podem esperar aqui no blog um conjunto de previsões dos vencedores, derrotados, desilusões e destaques de todos os eventos deste fantástico circuito. É arriscado mas eu vou faze-lo.

No final do ano, logo se vê se acerto ou não.

Como a primeira etapa já foi (venceu o Parkinson) vou começar a partir de Bells, arriscando tudo já neste evento..

Stay Tunned !

01/04/2009

Are you fucking kidding me?

Parko deu, hoje ou ontem, uma entrevista à Stab Mag na qual diz o seguinte :
If you had to choose your weakest event?
I reckon in this day and age most guys don't really have too many weak events. I reckon the hardest event is gonna be Portugal. We've got four contests back-to-back (in previous years, the Euro leg has had three events). Some people can't really last three events. People usually get to Mundaka (the third and final European event) and their worlds are spinning and they're over it, "the tour sucks, blah, blah." This year, add the ten-hour drive down to Portugal. Once you get there, it's not five star and it's not a very nice place. I think mental toughness by that stage is gonna be the winner