30/07/2016

Luisito

Mesmo não adorando este tipo de afirmações enfáticas, tenho de dizer que me parece que o espanhol Luis Diaz (que acabou de ganhar o Pro Junior do U.S. Open) é capaz de ser o surfista europeu em melhor forma nos últimos tempos (depois de o Leo Fioravanti ter dominado o arranque do ano e a dupla Frederico Morais/Gony Zubizarreta também ter dado ares da sua graça).

Vitória merecida do Luis Diaz em Huntington Beach depois de ter andado a arrepiar em vários eventos europeus nos últimos meses. Vi-o em acção em Espinho e foi o melhor, não ganhou por pouco. Foto: WSL

22/07/2016

Billabong diz adeus a dois históricos

Eu cá não sou de intrigas mas não me parece que seja grande sinal, pois não? Claro que até podem ter sido eles a querer sair mas, ainda assim, o Dave Rastovich e o Greg Long não são surfistas medianos, pois não?

O Rasta, 20 anos com a marca, eco-surfista de referência, segue para a Patagonia, onde o seu perfil se encaixa melhor que na Billabong. Mas ficam as perguntas: será que a marca "Dave Rastovich" não vendia o suficiente para valer a pena segurá-lo? Será a separação mesmo o melhor para as duas partes?

O Greg Long, 7 anos com a marca, atual campeão do mundo de ondas grandes da WSL, sai de nose em branco. E, também aqui, chega uma pergunta: por que razão é tão difícil vender as ondas grandes e aqueles que arriscam as suas vidas para as apanhar?

P.S. No outro lado da balança, a multinacional foi buscar o francês Justin Becret, uma boa esperança europeia, à Volcom.

Greg Long, a fazer o que faz melhor. Foto: Origin Magazine